Os nós da educação remota no Brasil

01/03/2021

 

Na pandemia, o ensino on-line foi exemplar em algumas escolas privadas, mas a rede pública não alcançou seus alunos. O esforço agora é recuperar o tempo perdidoEra 13 de março de 2020, uma sexta-feira, quando estado e prefeitura determinaram o fechamento das escolas do Rio de Janeiro, a partir da segunda-feira seguinte, na tentativa de frear a ainda incipiente pandemia de Covid-19. A estudante Maria Papelbaum Micmacher, hoje com 14 anos, não deu muita importância a essa notícia. “Pensei que seriam só 15 dias em casa, como todo mundo”, contou Maria, hoje de volta à sala de aula do colégio Eliezer Max, no Rio de Janeiro, em que cursa o nono ano do ensino fundamental.A quinzena que Maria esperava passar longe da escola se estendeu pelo ano todo. Como os milhões de estudantes brasileiros que por causa da crise sanitária viveram (ou ainda vivem) um dos mais longos períodos de afastamento escolar registrados no mundo, ela passou a acompanhar os professores por uma tela e a abrir o microfone para tirar dúvidas, em vez de levantar a mão.Veja o texto na íntegra: O GloboO Valor não autoriza a reprodução do seu conteúdo na íntegra. No entanto, é possível fazer um cadastro rápido que dá direito a um determinado número de acessos.

Créditos: http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br

Rua Joaquim Távora, 629 • Vila Mariana • 04015-001 • São Paulo • SP
Tronco chave: (0.xx.11) 5084-2482
Filial MG: (0.xx.31) 3285-2977 e 3221-1904 • Filial PE: (0.xx.81) 3221-0700 e 3222-2808
Copyright © 2021 por editora HARBRA. Todos os direitos reservados.